‘Não podemos baixar a guarda, dar uma de Bambam contra Popó; temos que ficar alertas e fortalecer a democracia’, diz Moraes

‘Não podemos baixar a guarda, dar uma de Bambam contra Popó; temos que ficar alertas e fortalecer a democracia’, diz Moraes

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes disse nesta segunda-feira (26) que o país não pode “baixar a guarda” em relação à proteção da democracia e que a sociedade brasileira não pode “cair no discurso fácil de que regulamentar as redes [sociais] é atacar liberdade de expressão”.

“Nós não podemos nos enganar. Nós não podemos baixar a guarda… Não podemos dar uma de [Kleber] Bambam contra Popó – que durou 36 segundos. Nós temos que ficar alertas e fortalecer a democracia. Fortalecer as instituições e regulamentar o que precisa ser regulamentado”, completou.

Em palestra de abertura do ano letivo na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo (USP), Moraes deu um panorama aos estudantes sobre os ataques às democracias que grupos extremistas estão promovendo em vários países.

O ministro é o relator do inquérito que tramita do STF e que investiga Bolsonaro, ex-ministros e militares sob a suspeita de terem participado de uma tentativa de golpe de Estado que tentava manter o ex-presidente no poder e culminou com a invasão dos Três Poderes em Brasília em 8 de janeiro do ano passado.

Segundo Moraes, atacar o Judiciário e a imprensa livre fazem parte das estratégias do “manual do ditador” em todas as partes do mundo.

“Em alguns países, os extremistas, quando chegam ao poder, atacam os pilares da democracia. (…) [Atacam] a imprensa livre – emparelhando as notícias verdadeiras com as fraudulentas, colocam em dúvida a credibilidade do sistema eleitoral e, agora, não podem deixar aqueles que têm o papel de garantir o Estado democrático de Direito, não podem deixar que eles tenham independência. Isso foi feito em todos os países onde esse mecanismo de extremismo surgiu”, disse Moraes.

Em 2023, Bolsonaro foi condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e está inelegível até 2030 por ter cometido abuso de poder político em uma reunião com embaixadores em que usou mentiras para atacar o sistema eleitoral e a democracia.

Moraes afirmou que houve “ataque frontal” no Brasil ao sistema eleitoral. “E foi o que foi feito no Brasil: um ataque frontal. E em outros países onde o Judiciário também resistiu. Por que no Brasil isso foi mais sentido? (…) Porque no Brasil existe a Justiça Eleitoral”, disse o ministro.

E emendou: “Então, ao mesmo tempo, o ataque ao segundo pilar da democracia, os instrumentos que levam à democracia – o voto – e o terceiro pilar – a independência do Judiciário, no Brasil, isso se misturou”.

“Porque é o Poder Judiciário, por meio da Justiça Eleitoral, que organiza, realiza, administra e julga as eleições. Então, o inimigo do segundo e do terceiro pilares que levam à democracia para o populismo extremista, no Brasil, eram o mesmo. E os canhões foram direcionados para isso”, declarou Moraes.

O pastor Silas Malafaia criticou os ministros do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, atual presidente do STF, durante o ato convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no domingo (2) na Avenida Paulista, em São Paulo.

Malafaia fez as declarações do carro de som em que Bolsonaro estava. O ex-presidente discursou depois e não mencionou os ministros, mas criticou as investigações sobre a tentativa de golpe de Estado para mantê-lo no poder.

O pastor iniciou seu discurso dizendo que não iria atacar o STF, mas citou 16 vezes Moraes e uma vez Barroso.

Regulação das redes sociais
Na palestra na USP, Moraes também afirmou que a regulamentação das redes sociais é parte do sistema democrático. Um projeto de lei sobre o tema, conhecido como PL das Fake News, tramita na Câmara dos Deputados, mas depende de articulação entre parlamentares para seguir adiante.

“Nós não podemos cair nesse discurso fácil, de que regulamentar as redes sociais é ser contra a liberdade de expressão. Isso é um discurso mentiroso e pretende propagar e continuar propagando o discurso de ódio, a lavagem cerebral que é feita em milhões e milhões de pessoas”, afirmou.

O ministro do STF também defendeu a responsabilização das empresas de tecnologia – as chamadas big techs (como Google e Meta) nos crimes cometidos pela internet.

“O nosso desafio, o desafio de todos, como cidadãos e operadores do Direito, vocês, estudantes de Direito, é exatamente garantir que as redes sociais não sejam terra de ninguém. Nem mais, nem menos do que ocorre no mundo real”, declarou.

E completou: “Talvez vocês não saibam, mas a empresa que mais fatura no mundo e no Brasil com publicidade é o Google. Mas o Google é taxado como empresa de tecnologia. Então, não tem responsabilidade alguma. Isso é um absurdo. E a resposta das big techs é: ‘Nós só somos depósito de textos, vídeos, artigos…'”

Moraes também sobre um “método criado pela direita norte-americana e espalhada no mundo [de corrosão das democracias]” em que “angústias e ódios”foram capturados por extremistas a partir de reações e mensagens em redes sociais.

“Os grupos foram sendo montados: essas pessoas têm essas angústias, amor e ódio por isso. As redes sociais funcionam só na base do amor e do ódio, por isso há polarização no mundo todo”, analisou o ministro.

“Como corroer a democracia por dentro sem um discurso tradicional de golpe? Vamos dizer: a democracia está falida, desvirtuada, não representa mais os anseios populares e nós, salvadores da pátria, vamos precisar substituir. Não por outros motivos, a palavra liberdade é mais utilizada pelos extremistas. A defesa da liberdade. Liberdade deles. Mas é a palavra mais utilizada nas redes sociais.”

G1

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Diarista cai em golpe ao acreditar que estava trocando mensagens com Fábio Jr.

Maria Aparecida do Nascimento, uma devota fã de Fábio Jr. desde a infância, viveu uma experiência desoladora ao ser alvo de um golpe virtual que a fez acreditar que estava ajudando seu ídolo em tempos difíceis. O que começou como uma mensagem emocionante nas redes sociais se transformou em um pesadelo financeiro para a diarista. O caso foi mostrado no programa Domingo Espetacular, da Record.

A vítima compartilhou sua admiração pelo cantor em uma rede social, chamando a atenção de um criminoso que se passava pelo artista. O impostor aproveitou a oportunidade para ludibriar Maria, alegando enfrentar dificuldades financeiras sérias, incluindo contas bloqueadas e a necessidade urgente de contratar um advogado.

Durante a troca de mensagens, o golpista mandou uma foto do Fábio Jr. com um cachorro, e disse que o dia de seu aniversário não era agradável. O criminoso também inventou que passava por dificuldades financeiras, e Maria sugeriu que o “cantor”, vendesse algumas de suas peças de roupa e ele escreveu: “Nesta fase, se eu começar a vender todas as minhas coisas, o que as pessoas dirão?”, enviou.

Maria acreditou na história e fez uma transferência para a conta do golpista. Quando estava prestes a enviar, o aplicativo do banco indicou que o dinheiro seria enviado para Tatiana. A diarista desconfiou, mas ainda assim transferiu R$ 2500.

No entanto, logo após a transferência, a diarista descobriu que havia caído em um golpe, e a pessoa com quem estava interagindo não era Fábio Jr., mas sim um fraudador habilidoso.

Em entrevista neste domingo (25), Maria do Nascimento compartilhou o momento de incredulidade ao perceber que sua generosidade tinha sido explorada por criminosos. A polícia foi notificada do caso, e as autoridades estão investigando para identificar e responsabilizar os golpistas por suas ações.

R7

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Governo vai destinar imóveis da União sem uso para habitação popular

Mais de 500 imóveis da União em 200 municípios poderão ser destinados a outros entes federativos, movimentos sociais e setor privado para construção de habitações e equipamentos públicos. Além desses, que estão sob gestão da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem 3.213 imóveis não operacionais passíveis de serem destinados para outros projetos.

Nesta segunda-feira (26), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou o decreto que institui o Imóvel da Gente, o Programa de Democratização de Imóveis da União, durante coletiva de imprensa, no Palácio do Planalto. O objetivo do governo é, por meio de estudos, dar uma destinação estratégica ao patrimônio público, com diálogo federativo e com a sociedade.

O documento cria ainda o comitê interministerial responsável por direcionar as ações do programa e os fóruns estaduais para gestão democrática dos imóveis, com a coleta das demandas locais e apoio no monitoramento do programa.

De acordo com a ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, a destinação levará em conta a função socioambiental do patrimônio da União e o benefício da população. Segundo ela, o governo do presidente Lula está mudando a lógica do governo anterior, da simples venda dos imóveis – “muitas vezes abaixo do valor de mercado, com perda de patrimônio da União” – sem preocupação com a utilização.

As prioridades do programa são a oferta habitacional, por meio do Minha Casa Minha Vida (MCMV) Entidades e da linha com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial e empreendimentos para locação social, por exemplo; regularização fundiária e urbanização; obras de infraestrutura e equipamentos de políticas públicas diversas do governo, como os projetos do Novo Programa de Aceleração do Crescimento e de saúde e educação.

“O processo dos fóruns estaduais será importantíssimo para a gente ampliar o nosso cadastro. E vamos dar sempre prioridade às parcerias com movimentos sociais, à destinação para equipamentos sociais [em parceria com estados e municípios]. E imóveis que não tenham essa possibilidade, sejam grandes empreendimentos, sejam imóveis que não têm a sua destinação para habitação diretamente, que caibam dentro do programa, é que serão alvo de parceria com o setor privado”, disse a ministra Esther Dweck.

O Programa Imóvel da Gente abrangerá imóveis sem destinação definida, como áreas urbanas vazias, prédios vazios e ocupados, conjuntos habitacionais com famílias não tituladas, além de núcleos urbanos informais com e sem infraestrutura. Os instrumentos de destinação patrimonial incluem cessões, gratuita ou onerosa; doações com encargos, para provisão habitacional, regularização fundiária ou empreendimentos sociais permanentes; entrega para órgãos federais dos três poderes; e alienação com permuta, que é a troca de imóveis da União por outro imóvel ou por nova construção.

INSS
O presidente Lula assinou hoje também o decreto de criação do Grupo de Trabalho interministerial dos imóveis não operacionais do INSS, que tem o objetivo de aprimorar a gestão desse patrimônio. O documento permite ainda a transferência desses imóveis para a SPU sem necessidade de recomposição do Fundo Geral de Previdência.

Dos 3.213 imóveis do órgão, 483 já foram identificados como elegíveis para o programa, sendo 12 prédios para projetos habitacionais e 471 glebas ocupadas e conjuntos habitacionais a serem regularizados. Outros 2.730 imóveis estão em análise.

Entregas
No evento de hoje, já foram anunciadas quatro novas entregas no âmbito do Programa Imóvel da Gente. Ao estado da Bahia, no município de Amargosa, foi cedido gratuitamente um imóvel para construção de uma escola. Também foi celebrado um acordo de cooperação entre o governo federal e o governo baiano para a definição de proposta de empreendimentos de múltiplos usos para a área do antigo aeroporto de Vitória da Conquista.

Também foi celebrado acordo de cooperação entre a União e o município do Rio de Janeiro para a definição de requisitos, modelos e diretrizes para a elaboração de proposta de empreendimento de múltiplos usos na antiga Estação Leopoldina.

Ainda no Rio de Janeiro, foi entregue a carta de anuência para a entidade União por Moradia Popular, selecionada no âmbito do MCMV Entidades. Por meio dela, o edifício da União localizado na Rua Sara, no bairro Santo Cristo, será reformado e utilizado para residência, beneficiando 26 famílias de baixa renda.

Projeto-piloto
Em 2023, como projeto-piloto do programa, o Ministério da Gestão realizou 264 destinações de imóveis públicos em 174 municípios. Os bens públicos direcionados foram: 53 para provisão habitacional, 9 para regularização fundiária e urbanização, 201 para atendimento de políticas públicas e programas estratégicos e um para criação de empreendimento de múltiplos usos em grandes áreas.

Entre as principais entregas destaca-se a cessão do Aeroporto Brigadeiro Protásio de Oliveira, em Belém (PA), para apoiar a Conferência do Clima das Nações Unidas (COP 30), que o Brasil sediará em 2025. Também foram feitas as regularizações fundiárias em São Bento do Tocantins (TO), que beneficiou mais de 1 mil famílias, e em dez bairros de Recife (PE), com cerca de 25 mil famílias beneficiadas.

EBC

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Festa de 44 anos do PT tem Lula, Janja e convites de R$ 20.000

O PT (Partido dos Trabalhadores) informou que fará uma festa de 44 anos, em Brasília (DF), com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e da primeira-dama, Janja Lula da Silva. Os convites custam de R$ 350 a R$ 20.000 e devem ser pagos por Pix. “Quem tem mais paga mais, quem tem menos paga menos” , disse Gleide Andrade, secretária nacional de Finanças e Planejamento do PT, em publicação no site do partido.

O evento será realizado em 20 de março no CICB (Centro Internacional de Convenções do Brasil), que fica na região nobre da capital federal, no Setor de Clubes Esportivos Sul. O lema da festa será “em cada canto, um Brasil mais feliz”.

“Vai ser um belo momento de confraternização, de celebração dos 44 anos desse partido gigante que é o PT, e também de reafirmação dos nossos compromissos com o povo brasileiro. O PT sofreu uma verdadeira cassada, mas mostrou toda a sua força e resiliência. Estamos mais vivos e fortes que nunca, na defesa da democracia, da paz mundial e pelo fim da fome” , disse Gleide.

Segundo a organização, a primeira-dama está ajudando pessoalmente na organização das atrações culturais do jantar comemorativo, que ainda não foram reveladas.

Gleide também afirmou que eventos arrecadatórios são comuns na rotina partidária, “que tem uma militância ativa e muitos colaboradores” .

O convite é adquirido por meio de doação, que pode variar de R$ 350 a R$ 20.000, diretamente ao Pix do partido. Após o envio do comprovante de pagamento, as entradas serão enviadas aos interessados.

PREÇOS SUBIRAM
A festa de 44 anos do PT terá convites até 4 vezes mais caros que a festa junina do partido no ano passado, que também cobrou doações dos participantes.

O “Arraiá” do PT , em 2023, teve convites de até R$ 5.000. A festa foi no Minas Tênis Clube , em Brasília, e teve venda de ingressos por WhatsApp. Era possível adquirir entradas a R$ 1.000, bem como a R$ 300.

Segundo a sigla, “além de promover o lazer e a confraternização, [a festa] tem como objetivo da promoção às ações de arrecadação financeira para a manutenção das atividades de formação, mobilização e de comunicação que vêm sendo incrementadas nos últimos anos pela direção nacional do partido” .

Poder 360

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Vigorexia: conheça transtorno que causa obsessão por corpo musculoso e perfeito

Ir para a academia e ter uma rotina de treinos é sempre associado a uma vida saudável, mas o excesso de exercícios físicos e a busca pelo corpo ideal pode se tornar perigoso e até mortal. É o caso da vigorexia, transtorno causado pela dismorfia, onde a pessoa procura a perfeição corporal, ou foca em alguma imperfeição física.
Também conhecida como ‘Síndrome de Adônis’, em referência ao personagem mitológico famoso pela beleza, a vigorexia é um transtorno semelhante à anorexia, mas com a diferença de não ser relacionada apenas à alimentação e sim, aos exercícios físicos em excesso e até uso de substâncias para atingir o corpo desejado.

Para Pedro Daniel Katz, chefe da equipe de psiquiatria da Beneficência Portuguesa de São Paulo, o transtorno faz a pessoa valorizar imperfeições corporais, minando a autoestima e até afetando a vida pessoal. “A dismorfia, que também está na vigorexia, faz a pessoa se preocupar não com o corpo todo, mas em particularidades, seja o peso, tamanho do quadril, pernas, por exemplo”, explica.

A vigorexia, segundo o psiquiatra, é mais comum em homens, justamente pela procura do corpo bem modelado e pela expectativa de que ter o corpo perfeito corrija outras insatisfações pessoais. “Há a insatisfação constante do corpo que não está adequadamente modelado, perfeito, na estrutura corporal. Por isso é diferente da anorexia, em que o movimento é para não ganhar peso. Na vigorexia, se ganha o peso, mas modelando o corpo”, indica.

Quais os sintomas da vigorexia?
Com a preocupação frequente na modelação do corpo, no excesso dos exercícios físicos e alterações corporais com qualquer mudança na rotina, o transtorno tem sintomas principalmente psicológicos.

“Os principais sinais comportamentais envolvem muito cansaço, irritabilidade, uso exagerado de suplementos alimentares, práticas de exercícios físicos até a exaustão para ter melhor corpo, preocupação excessiva com a alimentação para a modelação corporal, insônia, dor muscular, alteração do humor, até episódios depressivos”, aponta o psiquiatra Pedro Daniel Katz.

Com isso, há um impacto não só na autoestima, já que com as mudanças extremas na rotina, há também a alteração no convívio social. “Afeta a vida pessoal, escolar, no trabalho, no convívio social como um todo”, avalia o psiquiatra.

Segundo ele, há também o desequilíbrio químico do corpo, devido ao excesso de exercícios e até uso de substâncias para melhorar o desempenho na academia. “Muitas vezes na vigorexia as pessoas usam produtos, hormônios e isso faz com que as pessoas não tenham um equilíbrio químico devido aos níveis de dopamina e adrenalina no sangue, e pode até ocasionar uma crise de pânico pelo exagero da adrenalina e baixa de serotonina no corpo”, cita.

Redes sociais aumentam casos de vigorexia

Cada vez mais populares, os perfis que cultuam o corpo perfeito e uma rotina intensa de exercícios, são apontados como responsáveis pelo aumento de casos de vigorexia. Segundo o psiquiatra, muitos perfis que não são profissionais têm posições extremas que podem influenciar pessoas vulneráveis psicologicamente às questões corporais.

“Há perfis de pessoas que se dizem profissionais, mas cultuam o corpo sem focar na saúde e sim na modelagem corporal. As mídias influenciam pessoas vulneráveis, principalmente jovens insatisfeitos com a própria vida e encontram nos perfis uma solução mágica, para que pareça um mundo perfeito, corpo musculoso, que não quer dizer um corpo saudável”, pontua o psiquiatra.

Pedro Daniel Katz também cita que pacientes dele já apresentaram perfis do tipo em consultam. “Ouço pacientes dizendo que ‘estão dizendo’, pergunto o currículo, a postura, a história da pessoa, para a gente ter uma referência clara, com conceito profissional ou é um conceito de interesse próprio, de atrair seguidores?”, questiona.

Tratamento da vigorexia é multidisciplinar
O transtorno, apesar de complexo, é tratável. Além do tratamento psicológico e psiquiátrico, a vigorexia também exige acompanhamento físico. “É preciso de medicamentos que tratem a compulsão e integradamente, além de nutricionista, educador físico, tudo integrado para não tratar de forma extrema e sim multidisciplinar, tratando o todo”, indica o psiquiatra.

BAND

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Os milhões de micróbios trocados em um único beijo

Podemos observar o contato boca a boca entre os peixes, aves e primatas.

Mas o beijo íntimo, com contato entre as línguas e troca de saliva, parece ser um ato exclusivamente humano e é comum em mais de 90% das culturas. Por quê?

Alguns autores sugeriram que o beijo íntimo poderia ajudar a valorizar e selecionar afetivamente seu futuro parceiro, conforme a sensação química produzida pela saliva.

Outros já defenderam que o beijo íntimo teria evoluído para proteger a mulher grávida contra infecções uterinas perigosas, causadas por vírus transmitidos pela saliva. A exposição ao vírus antes da gravidez poderia imunizar a mãe e proteger o feto.

80 milhões de bactérias em um beijo íntimo
Na verdade, estas são meras hipóteses. Nós desconhecemos a razão por que os seres humanos se beijam.

Mas, seja para selecionar nosso parceiro ou para imunizar a futura mamãe, não há dúvida de que os inúmeros micróbios que moram na nossa boca desempenham papel importante.

Um estudo publicado em 2014 analisou os micróbios presentes na boca de 21 casais depois de um beijo íntimo experimentalmente controlado.

Os pesquisadores comprovaram que, durante o beijo, os casais trocam parte da microbiota da língua e as bactérias do outro permanecem durante horas na saliva do novo inquilino.

O estudo também concluiu que, quanto mais beijarmos nosso parceiro, mais semelhante será a composição de micróbios da saliva entre nós. Parece óbvio, mas era preciso demonstrá-lo.

Os pesquisadores chegaram a calcular exatamente quantos beijos são necessários para manter o efeito sobre a microbiota da saliva: pelo menos nove beijos por dia.

Mas o mais interessante é que os autores do estudo calcularam o número de bactérias que trocamos em um beijo. Para isso, eles prepararam um iogurte com bifidobactérias e lactobacilos previamente marcados e o deram a um dos parceiros para beber.

Depois de um beijo apaixonado que durou apenas 10 segundos, os pesquisadores retiraram amostras do “receptor” e calcularam o número de bactérias do iogurte que foram passadas de um para o outro.

A conclusão foi que, em um beijo íntimo de apenas 10 segundos, somos capazes de trocar cerca de 80 milhões de bactérias. Em outras palavras, com um único beijo, intercambiamos não apenas todo o nosso amor, mas também algo tão íntimo como vários milhões de bactérias.

O microbioma oral
O microbioma oral designa a comunidade de micro-organismos que moram na cavidade oral (boca, língua, gengiva e garganta).

Ele inclui milhares de espécies diferentes de bactérias, vírus, fungos e outros organismos unicelulares, que formam um ecossistema complexo e dinâmico.

Foram identificadas mais de 700 espécies bacterianas diferentes. A maioria delas tem efeitos benéficos, como a digestão de certos nutrientes, a proteção contra patógenos invasores ou a regulagem do sistema imunológico local.

Algumas poucas são responsáveis por doenças orais – como cárie dental, doença periodontal, halitose (mau hálito), candidíase oral etc. – e doenças não orais – cardiovasculares, diabetes e doenças respiratórias.

Já foi até mesmo relatada a presença de alguns patógenos orais, como a bactéria Porphyromonas gingivalis, que causa periodontite crônica, o que é um fator de risco para a formação de placas amiloides, deterioração cognitiva e demência, próprias do mal de Alzheimer.

Beijos podem transmitir herpes
Os micro-organismos trocados durante o beijo não são necessariamente prejudiciais.

Na maioria dos casos, este intercâmbio não representa risco significativo para a saúde, desde que as pessoas tenham boa saúde geral e oral. Mas existem diversas doenças infecciosas que podem ser transmitidas pelo beijo.

O herpes é um tipo de vírus que pode ser facilmente transmitido pela saliva.

A mononucleose infecciosa (conhecida como a doença do beijo), por exemplo, é causada pelo vírus Epstein-Barr. É uma doença muito comum entre os adolescentes e jovens adultos.

Seus sintomas incluem febre, dor de garganta, fadiga extrema e inchaço dos gânglios linfáticos.

O herpes simples ou labial é transmitido pelo contato direto, incluindo os beijos. Seus sintomas incluem o surgimento de bolhas dolorosas ao redor dos lábios ou na boca.

E o herpes genital, embora seja mais comumente transmitido pelo contato sexual, também pode ser transmitido pelo beijo se houver lesões ativas na boca ou ao redor dos lábios.

Outro tipo de herpes que pode ser transmitido pela saliva é o citomegalovírus. Na maioria dos casos, ele não causa sintomas graves, mas pode representar risco para pessoas com comprometimento imunológico ou mulheres grávidas, já que pode causar complicações muito sérias durante a gravidez.

Esta forma de transmissão explica por que o número de pessoas que possuem anticorpos contra este tipo de herpes (a prevalência) é tão alto. Mais de 70% da população, por exemplo, já tiveram contato com o vírus Epstein-Barr ao longo da vida.

Cárie, faringite e gripe
Existem muitos outros patógenos que podem ser transmitidos pelo beijo, se houver troca de saliva.

Entre elas, algumas bactérias como Streptococcus mutans ou Streptococcus pyogenes são causadoras da cárie ou infecções de garganta e faringite. Mas também há bactérias associadas à doença periodontal, como Porphyromonas gingivalis.

E, é claro, existem os vírus causadores de infecções respiratórias, como o da gripe, o vírus respiratório sincitial e outros vírus do resfriado comum.

O beijo também pode transmitir alguns tipos de vírus do papiloma e até fungos, como a levedura Candida albicans, causadora da candidíase.

Higiene bucal para beijar com saúde
A alimentação, a higiene bucal, o tabagismo e o consumo de álcool, o uso de antibióticos e outros medicamentos, a genética e outras condições médicas subjacentes influenciam a composição e saúde da microbiota oral.

Manter um equilíbrio saudável da microbiota oral é fundamental para evitar doenças e sua transmissão através do beijo. Isso passa pela escovação frequente e adequada dos dentes e da língua, aliada ao uso de fio dental e do enxágue bucal – este último, com moderação.

Além disso, visitar regularmente o dentista, limitar o consumo excessivo de açúcar e evitar fumar são a melhor maneira de manter a boca saudável.

E, se estivermos saudáveis, não precisamos nos preocupar na hora de compartilhar nossos micróbios.

BBC

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Quase 90% da população quer se vacinar contra dengue, diz pesquisa

Em meio a um surto de dengue que já matou ao menos 151 pessoas no Brasil, só neste ano, uma pesquisa inédita à qual a CNN teve acesso mostra que 87% dos brasileiros querem se vacinar contra a doença. Apenas 11% disseram que não pretendem se imunizar.

O levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa em Reputação e Imagem (Ipri) — antigo Instituto FSB — aponta que 61% da população tem medo “muito grande” (41%) ou “grande” (20%) de contrair a doença.

A pesquisa mostra que a barreira entre o braço do brasileiro e a agulha está muito mais na questão financeira do que em uma resistência ideológica promovida por movimentos antivacina, que impactou o Brasil no auge da pandemia de covid-19, que, apesar de pequeno, o grupo teve ação barulhenta.

Somente 19% dos entrevistados estariam dispostos a pagar pelo imunizante. Outros 79% não pagariam. O que demonstra a dependência da população brasileira das campanhas de vacinação promovidas pelo Sistema Único de Saúde, o SUS.

Atualmente, o Ministério da Saúde está distribuindo gratuitamente 1,2 milhão de doses para estados e municípios vacinarem crianças de 10 e 11 anos.

O imunizante Qdenga, fabricado pela farmacêutica japonesa Takeda, chegou a ser vendido na rede particular. As duas doses necessárias para completar o esquema vacinal custavam a partir de R$ 800. Agora, a empresa assumiu o compromisso de vender prioritariamente para o governo.

Vacina brasileira
O Instituto Butantan estuda desde 2016 a vacina contra a dengue. Os resultados comprovaram a eficácia de 79,6%, em dose única. A expectativa é que o imunizante seja aprovado e comece a ser distribuído ainda neste ano. Por conta do aumento de casos, a orientação do Ministério da Saúde à Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, é dar prioridade máxima para a vacina brasileira contra a dengue.

A aprovação do imunizante nacional, que tem o nome provisório de Butantan DV, depende de dois principais fatores. O primeiro é a própria capacidade do Instituto de fazer o escalonamento da produção, ou seja, conseguir aumentar a capacidade de fabricar mais doses. Para isso, está sendo testada a produção em novos equipamentos.

O segundo entrave deve começar a ser solucionado nesta semana. Em geral, as desenvolvedoras de vacina costumam apresentar um dossiê com todas as informações sobre segurança, eficácia e capacidade de produção de uma só vez. Mas devido à urgência do caso, a Anvisa vai aceitar receber os relatórios do Butantan de forma fatiada. Nos próximos dias, técnicos das duas instituições se reunirão para que a agência possa indicar quais dados pode receber primeiro.

CNN

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de amplo alcance para decisão sobre vínculo entre trabalhadores e apps

Em seu primeiro voto no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Flávio Dino se posicionou a favor de dar amplo alcance para a decisão sobre o vínculo de emprego entre trabalhadores e as plataformas de aplicativos.

Em termos técnicos, Dino, que tomou posse na semana passada, votou a favor da “repercussão geral”. Ou seja, a favor de que o entendimento do STF sobre esse tipo de emprego “uberizado” valha também para decisões das instâncias inferiores da Justiça em casos semelhantes.

Em um segundo momento, o STF vai discutir se vê ou não vínculo entre os trabalhadores e as plataformas de aplicativos e quais serão os critérios para análise dos casos na Justiça. Na atual fase, o debate é exclusivamente sobre a repercussão geral. Por isso, nem Dino nem outros ministros se manifestaram sobre o vínculo empregatício em si.

Decisões da Justiça do Trabalho estaduais têm reconhecido a relação de trabalho no segmento dos aplicativos. Quando isso ocorre, as empresas são obrigadas a arcar com direitos trabalhistas previstos na Consolidação das Leis do Trabalho — salário, férias, décimo-terceiro, contribuições previdenciárias e ao FGTS.

Mas, quando os casos chegam ao Supremo, ministros têm concluído que o vínculo não existe. A Corte já conta com decisões individuais dos magistrados e entendimento da Primeira Turma do tribunal nesse sentido.

Agora, o STF decide se vai uniformizar e estender às outras instâncias suas orientações sobre chamada “uberização”.

O voto de Dino se soma ao já apresentado pelo relator, o ministro Edson Fachin, também favorável à repercussão geral.

A votação ocorre no plenário virtual e termina no dia 1º de março. Pela Constituição, para que a repercussão geral seja rejeitada, 8 ministros devem votar contra.

Caso vença a repercussão geral
Se os ministros votarem favoravelmente à repercussão geral, a Corte vai elaborar uma tese quando o caso for ao plenário físico.

Ou seja, vai definir uma espécie de guia para implantar seu entendimento em disputas que tramitam em instâncias inferiores da Justiça. Com isso, terá a chance de pacificar a questão da “uberização” – para todo o Poder Judiciário.

Voto do relator
Ao votar pela repercussão geral na última sexta, o relator, Edson Fachin, afirmou que a questão tem “magnitude inquestionável, dada sua proeminência jurídica, econômica e social, bem como sua conexão intrínseca com os debates globais que permeiam as dinâmicas laborais na era digital”.

“Nesse contexto, a compreensão do desafio em conciliar os direitos laborais garantidos constitucionalmente e os interesses econômicos, tanto dos condutores de aplicativos quanto das corporações, assume premente necessidade, ecoando seu impacto sobre milhares de profissionais, usuários e, por conseguinte, sobre o panorama econômico, jurídico e social do país”.

Fachin ressaltou que há decisões divergentes sobre o tema nas instâncias inferiores da Justiça, o que leva a uma “inegável insegurança jurídica”.

“As disparidades de posicionamentos, ao invés de proporcionar segurança e orientação, agravam as incertezas e dificultam a construção de um arcabouço jurídico estável e capaz de oferecer diretrizes unívocas para as cidadãs e cidadãos brasileiros”, argumentou.

“Assim sendo, cabe a este Supremo Tribunal Federal conceder uma resposta uniformizadora e efetiva à sociedade brasileira acerca da compatibilidade do vínculo empregatício entre motoristas de aplicativo e a empresa criadora e administradora da plataforma digital, em face dos princípios da livre iniciativa e direitos sociais laborais encartados na Constituição da República”, completou.

g1

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Advogado é morto com 11 tiros em frente à OAB no Rio de Janeiro; vídeo

O advogado Rodrigo Marinho Crespo, de 42 anos, foi morto a tiros no final da tarde desta segunda-feira (26/2), em frente à sede da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro, no Centro. Onze cápsulas de balas foram recolhidas pela perícia.
Rodrigo Marinho era sócio do escritório Marinho e Lima Advogados, que fica na mesma região e foi fundado em 2015. A banca é especializada em Direito Civil Empresarial, com ênfase em Contratos e Direito Processual Civil.

Os criminosos estavam encapuzados e, como nada foi levado da vítima, a principal hipótese é que o crime tenha sido uma execução. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil.
Próximo ao local do assassinato, funcionam as sedes do Ministério Público e da Defensoria Pública do Rio de Janeiro.

Metrópoles

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Humorista Pedro Manso revela que está com demência; conheça sintomas da doença

O humorista Pedro Manso, 51, revelou que está com demência. Reconhecido nacionalmente por suas imitações, incluindo o apresentador Fausto Silva, o artista anunciou o quadro de saúde após esquecer um compromisso de sua agenda. Ele iria participar de um programa de rádio em celebração ao Dia do Comediante, comemorado nesta segunda-feira (26).

“Estou passando por um problema muito sério de demência, esquecimento muito sério. E hoje resolvi passar para vocês e cheguei a essa conclusão, não queria acreditar, mas infelizmente tenho que aceitar e pedir a Deus que me dê a cura e me proteja, e alertar a muitos que possam estar passando por esse mesmo problema!”, relatou Manso, em comunicado nas redes sociais.

Demência é o declínio geral das habilidades mentais, como memória, linguagem e raciocínio. A doença não tem cura, mas pode ser controlada a partir do diagnóstico e tratamento precoces, que podem retardar os sintomas. Pacientes com o quadro podem se tornar confusos, incapazes de lembrar das coisas ou perder habilidades que antes tinham, incluindo as tarefas do cotidiano.

O humorista enfatizou que o caso se desenvolveu depois de ser diagnosticado com covid-19. “Minha mãe teve Alzheimer. Acredito que não estou com Alzheimer, mas vou procurar um especialista e conversar com o meu empresário. A situação está se agravando muito rápido”, explicou.

Pedro Manso também atua como ator e apresentador. Ele ganhou fama por ser o imitador do Faustão no programa Show do Tom, da Record TV. Atualmente o comediante faz participações no SBT, onde se apresenta no Programa do Ratinho e no Domingo Legal.

Diario do Nordeste

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Bolsonaro se reuniu com Temer para alinhar discurso de ato na Paulista

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) se reuniu com o também ex-presidente Michel Temer (MDB) uma semana antes da manifestação do domingo (25/2) na Avenida Paulista, em São Paulo.
O encontro aconteceu na sexta-feira (16/2) no apartamento de Temer, na capital paulista, e durou cerca de duas horas. O objetivo da reunião, segundo aliados de ambos, foi discutir o teor do discurso de Bolsonaro no ato.

No encontro, Temer sugeriu a Bolsonaro que evitasse atacar o STF e seus ministros e adotasse um tom de pacificação em sua fala na Paulista, sugestão que o ex-presidente acabou acatando.

Após a conversa com Bolsonaro, Temer procurou ministros do Supremo ainda antes da manifestação. Nas conversas, afiançou que o outro ex-presidente não atacaria a Corte durante o ato na Paulista.

Além de Temer, outros dois personagens atuaram na ponte entre Bolsonaro o STF: o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, e Fabio Wajngarten, advogado e assessor de comunicação do ex-presidente.

Temer, vale lembrar, já tinha ajudado outro bolsonarista recentemente. Como noticiou a coluna, o ex-presidente ajudou na articulação para convencer Alexandre de Moraes a soltar Valdemar Costa Neto, presidente do PL.

Metropoles

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Brasil ultrapassa 920 mil casos prováveis de dengue em 2024

O Brasil ultrapassou, nesta segunda-feira (26/2), a marca de 920.427 casos prováveis de dengue em 2024. A informação consta na atualização mais recente do Painel de Monitoramento das Arboviroses, que é abastecido pelo Ministério da Saúde.
O país contabiliza 184 óbitos por dengue e outros 609 ainda em investigação. O painel indica também que o coeficiente de incidência da doença no país é de 453,3 casos prováveis para cada 100 mil habitantes.

Na última terça-feira (20/2), conforme informe semanal divulgado pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrava cerca de 688 mil casos prováveis. Portanto, em menos de uma semana, foram somados mais de 231 mil casos prováveis, um incremento de 33%.
A unidade da federação com maior taxa de incidência por número de habitantes segue sendo do Distrito Federal, que contabilizou mais de 98 mil casos somente este ano. Na sequência aparece Minas Gerais, com 311 mil casos prováveis.

Vale lembrar que, em todo o ano de 2023, foram registrados 1.658.816 casos prováveis de dengue.

O Ministério da Saúde tem realizado a distribuição das vacinas contra a dengue para os municípios selecionados. A imunização começou no início deste mês para crianças de 10 e 11 anos.

As doses foram enviadas para o Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Bahia, Maranhão, Acre, Paraíba, São Paulo, Rio Grande do Norte e Amazonas.

Metrópoles

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Malafaia na mira da PF: origem do dinheiro que financiou ato de Bolsonaro será investigada

A Polícia Federal vai investigar de onde veio o dinheiro do pastor Silas Malafaia que financiou o ato do ex-presidente Jair Bolsonaro na Avenida Paulista, neste domingo (25).

Malafaia entrou na mira dos investigadores por ter organizado o ato e radicalizado o tom contra as instituições democráticas. Uma fonte ligada à investigação confirmou à CBN que o pastor pode ser incluído no hall dos investigados.

A avaliação é de que Bolsonaro ‘terceirizou’ os ataques ao pastor. Apesar de ter adotado uma postura mais moderada, investigadores afirmam que o ex-presidente acabou confirmando a participação dele no esquema da elaboração de um golpe de Estado; e, que, se tivesse adotado o tom de Malafaia, ele estaria preso, uma vez que policiais federais acompanharam o ato presencialmente, com esquema montado no local.

Bolsonaro admitiu intenção de golpe?
A PF começou a transcrever o discurso de Bolsonaro. Os investigadores afirmam que, ao citar a existência da minuta do golpe, o ex-presidente admitiu a intenção de colocar em prática o plano, o que, por si só, já configura crime contra o Estado.

Para a PF, só o fato de tentar um golpe já é uma ilegalidade. No domingo, o ex-presidente ironizou o documento.

No escopo da investigação, o tenente-coronel Mauro Cid vai ser intimado a prestar um novo depoimento no início de março. Os investigadores querem que ele complemente informações sobre a origem de recursos que teriam sido usados para financiar a tentativa de golpe de estado. E vão perguntar mais detalhes da reunião de julho de 2022, ocasião em que a PF afirma que foi debatida a trama golpista junto da cúpula das Forças Armadas.

Caso Cid não responda aos questionamentos ou não colabore com a investigação, ele pode perder os benefícios da delação premiada.

A intenção da PF é concluir as investigações do esquema de golpe de Estado, das joias da Arábia Saudita doadas ao governo brasileiro e a adulteração no esquema do cartão de vacina do ex-presidente em julho. Depois disso, a PF indicia os suspeitos e encaminha o caso a Procuradoria-Geral da República (PGR), que vai analisar se oferece ou não a denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O que diz Malafaia?
Pelas redes sociais, na noite desta segunda-feira (26), Silas Malafaia pediu que os ministros do STF ou qualquer pessoa indiquem onde ele radicalizou o tom, em discurso no ato deste domingo.

“Vem dizer que Bolsonaro terceirizou para mim os ataques ao STF. Que narrativa bandida! É o fundo do poço de uma imprensa cretina! Pois bem, eu vou fazer um desafio a quem quer que seja, até aos ministros do STF: eu desafio quem vai provar que eu menti, caluniei, ataquei o STF com injúrias. Eu falei verdades! Eu mostrei fatos! Querer produzir uma narrativa mentirosa para me atingir e atingir o presidente Bolsonaro? Eu combinei porcaria nenhuma! Será que não deu para ver que aquilo saiu do coração? Combinei porcaria nenhuma com Bolsonaro”, afirmou.

CBN

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Reduzir o consumo de carne pode melhorar saúde do coração, diz pesquisa

Um novo estudo sugere que reduzir o consumo de carne pode diminuir o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. As descobertas foram feitas em comparação com a dieta “onívora” — baseada tanto no consumo de alimentos de origem vegetal, quanto nos de origem animal.
A pesquisa, publicada no BMC Nutrition neste mês, contou com 94 participantes entre 25 e 45 anos, que foram classificados entre veganos, flexitarianos e onívoros de acordo com o consumo de carne de cada um. Os pesquisadores usaram questionários para avaliar os hábitos alimentares dos voluntários dentro de um ano antes do estudo.

As pessoas que consumiam menos de 50 gramas de carne por dia foram classificados como flexitarianos, enquanto os que consumiam 170 gramas ou mais diariamente eram classificados como onívoros. Quem não consumia nenhum produto de origem animal foi categorizado como vegano.

Em seguida, os pesquisadores coletaram amostras de sangue dos participantes para avaliar biomarcadores de doenças cardiovasculares. Além disso, a pressão arterial, o IMC (índice de massa corporal) e a rigidez das artérias também foram medidas durante o estudo.

Os resultados do estudo sugeriram que os flexitarianos e os veganos apresentavam uma melhor saúde cardiovascular em comparação com os onívoros, pois tinham níveis mais baixos de colesterol total e colesterol ruim (LDL). Os veganos também apresentaram níveis mais baixos de insulina em jejum do que os flexitarianos e onívoros.

Além disso, aqueles que consumiam pouco ou nenhum produto de origem animal tinham pontuações menores de síndrome metabólica e fatores de risco cardiovascular, como níveis de glicose no sangue, pressão arterial, níveis de colesterol e peso corporal. A rigidez arterial, que está associada a doenças cardiovasculares, também foi menor nos flexitarianos.

Para somar, os pesquisadores descobriram que os onívoros também consumiam mais doces, álcool e produtos lácteos que os veganos e flexitarianos, o que pode aumentar mais ainda o risco de doenças cardiovasculares.

Esse não é o primeiro estudo a mostrar que o consumo de carne pode estar relacionado a doenças cardiovasculares. Um outro trabalho, publicado na Nature Metabolism também neste mês, mostrou que ter 22% das calorias ingeridas diariamente sendo compostas por proteínas pode aumentar o risco de aterosclerose, condição caracterizada pelo acúmulo de placas de gordura e colesterol na parede das artérias.

Apesar das descobertas, mais estudos são necessários para confirmar os achados e excluir outras variáveis que podem influenciar nos resultados.

CNN

Postado em 27 de fevereiro de 2024

Creatina: um guia rápido para curiosos sobre o suplemento da vez

Se você pratica algum esporte ou tem interesse sobre suplementação, com certeza já ouviu falar sobre creatina. E vou iniciar esse texto com uma boa notícia: ao contrário de modas anteriores, que propagavam suplementos que não serviam para nada – como o famigerado BCAA –, esse produto pode, sim, trazer benefícios.

Mas, assim como ocorre com outros suplementos, existe um exagero em relação aos seus potenciais benefícios – e friso “potenciais” porque as pessoas respondem de modos muito distintos a uma mesma intervenção. Por isso, elaborei um guia de perguntas e respostas pensando nas dúvidas mais comuns que escuto sobre o assunto.

Vale ressaltar que isso não é uma indicação de uso. Toda prescrição deve ser feita de modo individualizado e por um profissional da área. Na dúvida, consulte um nutricionista.

1- O que é a creatina?
Ela é uma substância produzida naturalmente pelo nosso corpo a partir dos seguintes aminoácidos: glicina, arginina e metionina.

2- Qual a sua função?
Ela atua no fornecimento imediato de energia em diferentes tecidos, como músculos e cérebro. Além disso, tem a capacidade de atenuar a formação de processos oxidativos – são aqueles que prejudicam nossas células e podem contribuir para o envelhecimento precoce.

3- A creatina pode ser obtida por meio da alimentação?
Sim, principalmente a partir de variados tipos de carnes e produtos lácteos, como leite, iogurte e queijos.

4- Quais os principais efeitos da creatina para quem treina?
Como ela fornece energia rapidamente a diferentes tecidos, pode trazer benefícios principalmente para praticantes de modalidades que tenham componentes de curta duração e alta intensidade, como os exercícios de força, por exemplo. Ou seja, pode ser especialmente bem-vinda a quem faz musculação.

5- Em geral, como é indicado fazer a suplementação?
A suplementação de creatina deve ser feita de modo crônico, podendo levar cerca de três meses para se alcançar concentrações adequadas para se obter os benefícios.

Em alguns casos, como na suplementação de atletas de alto nível, pode ser indicado recorrer a algo chamado “loading”, que ajuda a atingir esse ponto em apenas uma semana, aumentando a dose diária.

Outro ponto relevante é que alguns suplementos pré-treino contêm creatina. No entanto, essa estratégia só faz sentido se ocorrer diariamente, e não apenas nos dias de treino.

6- Qual dose e quando tomar?
A dose pode variar de 3 a 5 gramas por dia, em qualquer horário, independente da sessão de treino. Apesar de alguns estudos investigarem se a absorção mudaria em função da prática de exercício, o consenso é que não.

Vale ressaltar que a creatina já é muito bem absorvida pelo corpo. Logo, qualquer estratégia para aumentar ainda mais a absorção tende a não ser necessária. Se fizer alguma diferença, seria apenas para casos muito específicos, como alguns atletas de altíssimo desempenho.

7- A creatina retém líquidos?
Sim, mas é diferente de inchaço por consumo excessivo de sódio ou álcool, por exemplo. O acúmulo ocorre dentro do músculo e é um dos principais sinais de que a suplementação está sendo efetiva para a pessoa.

8- O que devo sentir tomando creatina?
Para quem treina, um dos principais sinais da ação da creatina é a melhora no volume de treino, ou seja, ter mais facilidade para aumentar o número de repetições do movimento, por exemplo.

9- A creatina pode trazer prejuízos renais?
As evidências são claras em mostrar que é uma suplementação segura quando consumida nas doses adequadas.
Por isso, é fundamental seguir a prescrição feita por um profissional da área e ter a certeza de que está adquirindo o produto de empresas confiáveis.

10- Quem se beneficia mais com o uso?
Aqueles que não consomem os alimentos considerados fontes de creatina, como indivíduos vegetarianos e veganos;
Pessoas que fazem treino de força e modalidades com componentes de alta intensidade e curta duração;
Quem convive com síndromes nas quais a produção natural de creatina está comprometida ou ausente, como casos de déficit de aprendizagem, retardo mental, autismo, entre outras;
Quando há alterações cognitivas decorrentes de estresse intenso, privação crônica de sono, depressão e estresse pós-traumático.
11- Quais as evidências sobre a melhora em funções cognitivas?
A creatina cerebral pode ter sua concentração diminuída em algumas situações específicas, como as citadas acima. Contudo, não há qualquer evidência de que ela possa melhorar funções como memória em pessoas saudáveis.

12- Pode ser benéfica para idosos?
Sim, as evidências mostram que idosos podem se beneficiar com a suplementação, especialmente quando associada ao treinamento de força. Isso porque, ao aumentar o volume de treino, estimula o ganho de força muscular – algo fundamental para garantir autonomia e evitar quedas entre a população mais velha.

13- Como escolher?
No mercado existem diferentes formas e, como quase tudo na área da alimentação, a mais simples é a melhor: ou seja, dê preferência à creatina monohidratada, em pó.

Basta olhar o rótulo, na lista de ingredientes, e conferir. Se for apenas isso, pode comprar. Qualquer coisa diferente é uma gourmetização do produto, e com certeza vai custar mais caro.

14- Com o que posso misturar?
Ela deve ser consumida preferencialmente diluída em água, sucos ou chás.

Consumir a creatina pura, na forma sólida, pode diminuir um pouco sua absorção. Mas um estudo mostrou que, apesar disso, ainda é capaz de exercer potenciais benefícios.

15- Por quanto tempo utilizar?
Antigamente, falava-se em fazer ciclos de suplementação. Mas, hoje, considera-se a suplementação crônica uma alternativa segura para adultos saudáveis que treinam.

ESTADÃO

Postado em 27 de fevereiro de 2024