Resumão de Brasíila: 400 presos; governador afastado, principais vídeos da violência e destruição.

O número de presos pelos ataques às sedes dos Três Poderes, em Brasília, já ultrapassa a casa de 400, de acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal (DF), na manhã desta segunda-feira (9).

A notícia é da CNN Brasil. Os criminosos que foram presos entre a Esplanada dos Ministérios e a Praça dos Três Poderes foram encaminhados à sede da Polícia Civil. Ao menos 10 ônibus levando os criminosos foram vistos chegando à sede policial.

No local, eles passam por exame de corpo e delito no Instituto Médico Legal (IML) na unidade que funciona dentro da sede da Polícia Civil, e então são encaminhados ao Complexo Penitenciário da Papuda.

MAIS NOTÍCIAS

Vale lembrar que, enquanto isso, a Advocacia-Geral da União (AGU) pediu a prisão em flagrante do então secretário de segurança, Anderson Torres. Hoje pela manhã, Alexandre de Moraes determinou o afastamento do governador do DF, Ibanez, por 90 dias. Na noite de ontem, ele tinha pedido desculpas a Lula pelas cenas ocorridas.

Na noite deste domingo, também, vários políticos de direita se manifestaram contra os atos violentos. O senador eleito Rogério Marinho, apoiador do presidente Jair Bolsonaro, foi a público criticar o ato. Assim como General Girão, deputado federal; e Styvenson Valentim, senador.

O próprio Bolsonaro, direto dos Estados Unidos, afirmou que depredações e invasões de prédios públicos “fogem à regra” e repudia acusação de Lula.

DENUNCIAS

O perfil “Contra Golpe Brasil” bateu mais de 540 mil seguidores na manhã desta segunda-feira (9), no Instagram. A página foi criada a partir da invasão deste domingo (8), aos prédios públicos em Brasília, e tem o objetivo de denunciar aqueles que participaram da manifestação radical.

CENAS DE DESTRUIÇÃO

Veja os vídeos que mais repercutiram nas últimas horas, dos protestos em Brasília:

INTERVENÇÃO FEDERAL

Vale lembrar que, ao anunciar a intervenção federal em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que iria trabalhar pela identificação e punição “exemplar” dos participantes, idealizadores e financiadores dessa manifestação.

96FM

Postado em 9 de janeiro de 2023